Habib’s indeniza comunidade portuguesa após propaganda “discriminatória”

Parte da propaganda promovida pela rede de fast-food Habibs, no Brasil.

“O bolinho é português, o preço é uma piada”. Foi esta a campanha publicitária da rede de fast-food Habib’s que deu origem a uma ação no Ministério Público de São Paulo.
A rede árabe, que traz alguns quitutes portugueses no cardápio, terá que indenizar a comunidade portuguesa pela “propaganda discriminatória”, conforme acusou o advogado e presidente do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira de SP, Antonio de Almeida e Silva, quem propôs a ação indenizatória.
A empresa de razão social Alsaraiva Comércio e Empreendimentos Imobiliários e Participações Ltda. assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público no qual se compromete a doar um veículo van para a Provedoria da Comunidade Portuguesa de São Paulo, além de veicular anúncios em portal de notícias exaltando a comunidade e a cultura portuguesa no Brasil, na divulgação do Dia de Portugal, Camões e Comunidades Portuguesas, comemorados em 10 de junho.
Eles devem doar um veículo van no valor de R$ 50 mil para a Provedoria, entidade de utilidade pública em São Paulo, como forma de reparação dos interesses difusos eventualmente lesados, segundo o Ministério Público.
Na investigação, a rede Habib’s argumentou que o fundador da rede é português e que jamais houve a intenção de ofender o povo de Portugal em qualquer campanha publicitária, buscando apenas a utilização do humor como forma de divulgação do produto típico da cultura portuguesa. Mas mesmo assim foi feito o acordo, assinado pelo representante legal do Habib’s e pelo promotor de Justiça do Consumidor Gilberto Nonaka.
Ao Mundo Lusíada, a assessoria do Habib’s informou que não pretende comentar o assunto, apenas acatar a decisão da justiça. “Nós vamos acatar o acordo, exatamente como foi assinado” refere Francine Pizzutto. Ela ainda lembrou a naturalidade portuguesa do dono da rede, dizendo que Alberto Saraiva sempre fala da sua origem “com orgulho” em todas as suas manifestações públicas.

Fonte: Mundo Lusíada

Siga-me

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suportescreen tag